Quando a assunto é dores nas costas, vale à pena evitar algumas situações.

Ergonomia

Ergonomia

Quando a assunto é dores nas costas, vale à pena evitar algumas situações.

Uma coisa precisa ficar clara para você: a coluna vertebral é o eixo central de nosso corpo, de onde partem todas as outras estruturas, mas ela é móvel. Isso faz com que a coluna possa se desalinhar facilmente. Muitas vezes, um simples movimento, porém feito com certo descuido, já é suficiente para que a dor se instale…

Então, principalmente se você tem dores frequentes, evite rigorosamente:

-Pegar peso com o corpo torcido ou arqueado;

-Ficar muitas horas na mesma posição;

-Carregar peso com uma mão só;

-Movimentar-se com a coluna em torção;

-Ficar sentado em bancos baixos ou sem encosto por muito tempo;

-Ao descer escadas, não solte o corpo. Sustente seu peso corporal;

-Não se abaixe arqueando a coluna;

-Arrastar ou empurrar coisas pesadas;

-Varrer com o corpo arqueado;

-Usar saltos altos demais ou baixos demais;

-Carregar crianças pesadas no colo.

 

Como anda sua Postura?

Cuidados com a Postura

Cuidados com a Postura

Como anda sua Postura?

Você tem consciência da sua postura? A maioria das pessoas tem algum desalinhamento que pode estar diretamente ligado a causa de eventuais dores. É importante que você se observe sempre, verificando se há algo em desacordo no seu corpo. Uma autoavaliação simples pode ser de muita ajuda.

Você só precisa estar de frente a um espelho grande, usando apenas a roupa intima e descalço.

-De frente: Fique com os braços ao longo do corpo e os pés juntos. Agora não se mexa mais. Apenas observe. Como está sua cabeça em relação ao resto do corpo? Se encontra para frente? Seus ombros estão alinhados? Caídos? Ou existe um lado mais baixo que o outro?

Agora, olhe o seu umbigo. Ele está no meio do seu abdômen ou sua barriga está meio torta? Seus joelhos estão encostados um no outro ou separados? Você já olhou para os seus pés? Eles estão chapados no chão ou há uma folga entre a planta dos pés e o chão?

 -De lado: Agora, se coloque de lado para o espelho. Dê uma olhadinha e responda para você: sua cabeça está para frente, assim como seus ombros? E suas costas, você está meio corcunda? Sua barriga está para frente? Seu bumbum é arrebitado ou é para dentro?

– Flexão: Hora de testar sua elasticidade. De lado para o espelho, estique suas pernas e leve suas mãos em direção ao chão…você conseguiu pegar nos seus pés? Mas não vale dobrar os joelhos!!!

Se alguém puder bater uma foto de você nestas três posições acima, fica mais fácil a autoobservação.

A postura ideal é aquela onde há um equilíbrio entre as metades do corpo e onde as curvas da coluna se complementam. Uma boa elasticidade é um fator fundamental para o alcance da boa postura.

As curvas de sua coluna são saudáveis?

Coluna Vertebral

Coluna Vertebral

As curvas de sua coluna são saudáveis?

A coluna vertebral é constituída por uma série de ossos individuais – as vértebras – que articulam entre si e formam esta grande estrutura central corporal. Se dividirmos nosso corpo em 5 partes, 2 delas estarão ocupadas por nossa coluna. É quase a metade de nossa altura. Das 33 vértebras existentes, 24 delas são móveis (cervicais, torácicas e lombares), as 9 restantes estão fundidas entre si (sacrais e coccígeas). Elas tornam-se progressivamente maiores em direção inferior até o sacro e a partir daí sucessivamente menores (cóccix).

A principal função da coluna vertebral é dotar nosso corpo de um alinhamento vertical e permitir movimento entre suas partes. Ela também serve como uma base firme para sustentar todas as estruturas no entorno, como costelas, quadris, ombros, os músculos e órgãos internos.

Por dentro da coluna vertebral passa a medula espinhal, com seus nervos sendo distribuídos ao longo de todo corpo, nos garantindo movimento e sensibilidade.

A coluna do adulto apresenta quatro curvaturas, quando vista de lado. Cervical e lombar, que são côncavas (lordoses) e a torácica e a sacra, que são convexas (cifoses).

Cervical: É o esqueleto do pescoço, é côncava e dá suporte à cabeça. Possui 7 vértebras, que formam uma lordose.

Torácica: 12 vértebras em cifose, dá suporte a cavidade torácica e se prende às costelas.

Lombar: Suporta a cavidade abdominal, possui 5 vértebras em lordose e permite a mobilidade entre o tronco e os quadris.

Sacral: 5 vértebras soldadas entre si, faz a união da coluna com a pelve (quadril).

Coccígea: Nos humanos, é uma estrutura rudimentar (resquício de cauda), são 4 vértebras fundidas e minúsculas, mas possui uma função de suporte do assoalho pélvico.

Vista de lado, a coluna normal apresenta-se em forma de um discreto “S”, como se fosse uma mola natural, que suporte peso e impacto. Vista de frente, a coluna normal deve aparecer como uma linha quase reta. A descaracterização desta forma natural, discreta ou exageradamente, constitui-se em desvios da coluna vertebral.

Hiperlordose: quando a curvatura da região lombar ou cervical encontram-se acentuadas. A concavidade aumenta seu tamanho.

Hipercifose: Quando a curvatura torácica acentua a convexidade. Em alguns, surge o que chamam de “corcunda”.

Escoliose: Quando a coluna, vista de frente, forma um “C”, ou um “S”, gerando um desvio lateral do corpo.

Se você tem um RX de sua coluna inteira, com estas informações já dá para compreender um pouco sobre o exame, não é?

Quando o assunto é nossa saúde, quanto mais informar-se de forma segura, melhor!